UK Bookmakers

Informações desencontradas na Secretaria Municipal de Saúde de Bragança vira caso de denúncia

secretaria municipal de saúde

O vai e vêm de informações desencontradas dentro da Secretaria Municipal de Saúde de Bragança, fez com que uma senhora que prefere não ter sua identidade revelada, procurasse nossa reportagem para fazer uma denúncia contra a secretaria, a senhora em questão foi vítima dessas informações contraditórias tendo que caminhar quilômetros para não resolver nada, provavelmente o mesmo que acontece com outras pessoas que chegam da zona rural do município em busca de informações e até tratamentos avançados de saúde.

Na última semana a paciente passou por uma consulta com um clínico geral em uma das Unidades Básicas de Saúde da Família de Bragança e em seguida foi encaminhada ao Hospital Santo Antônio, para um médico especializado na área de ortopedia. Ao chegar ao hospital a paciente foi orientada a procurar primeiro a regulação, pois de lá, é expedido o encaminhamento para o hospital que atende pelo SUS, no caso citado. Ao chegar na regulação ela foi informada por uma funcionária, que não teria médico ortopedista atendendo pelo SUS, apenas particular.

A denúncia chegou até nós e fomos com a paciente e a documentação necessária para o atendimento saber a respeito da situação. Começamos pelo referido hospital que nos orientou a irmos à regulação; Nos encaminhamos para o local e tivemos a mesma informação que a paciente teve, que não havia médico de plantão a cerca de 10 meses e pediram para que ela passasse na segunda-feira seguinte.

Diante disso, saímos para a Secretaria de Saúde a fim de uma explicação do secretário municipal a respeito do caso. O secretario não foi encontrado, nos informaram apenas que ele estava viajando, porém, uma funcionária que não quis se identificar e nem gravar entrevistas, falou que a informação que nos foi dada na regulação na era a correta, pois, a secretaria estaria sem medico a cerca de 3 meses, e não, 10 meses como fomos informados. Essa mesma funcionária nos encaminhou com prioridade, a uma assistente social no hospital.

Uma funcionária do hospital, que também não quis se identificar e nem gravar entrevista, informou que a demanda é muito grande e que o único ortopedista, de pré-nome Jader Sales, atende pelo SUS em 3 dias na semana e 3 semanas ao mês, num total de 9 dias mensais e que cada dia, são atendidos 30 pacientes naquela casa de saúde, ou seja, um total de 90 pacientes por mês. Pacientes de outras cidades que procuram o hospital também são atendidos pelo mesmo médico.


Ninguém da secretaria de saúde quis gravar entrevista para falar a respeito das contradições nas informações dentro do órgão. Pediram para que esperássemos uma senhora de nome Dalva, que provavelmente poderia falar a respeito do assunto, mas durante o tempo em que permanecemos no prédio da secretaria, a mulher não apareceu.

Reportagem - Ronny Madison
Foto - Mauro Melo

The Best betting exchange http://f.artbetting.netby ArtBetting.Net

Online

Temos 13 visitantes e Nenhum membro online