Rádio Educadora FM 93,7 Bragança-Pará
Rádio Rosário FM 106,7 Bragança-Pará

Quarta, 07 Julho 2021 16:04

Você sabia? 10 fatos sobre a rádio Educadora de Bragança

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
 
1

Primeira transmissão

A primeira transmissão oficial da rádio Educadora de Bragança ocorreu no dia 12 de novembro de 1960, um sábado de festa em Bragança, com a presença de autoridades e convidados de toda a região. A primeira atração, nos primeiros instantes da primeira transmissão oficial, foi a oração do Angelus, por Dom Alberto Ramos, Arcebispo de Belém. Antes da inauguração oficial, porém, muitos testes e experimentos foram feitos.

Experiências com rádios e antenas

Dom Miguel Giambelli, o vigário da prelazia do Guamá, teve contato com outras experiências de rádio para a educação de base no fim dos anos 1950. Ele mantinha em Bragança equipamentos de uma emissora rudimentar, onde fez experimentos de transmissão a partir de 1957 e desenhou o que seria a Educadora.

Uma rádio em testes

Durante todo o mês de março de 1958, a rádio rudimentar criada por padre Miguel Giambelli - uma espécie de embrião do que seria a Educadora - podia ser sintonizada na frequência dos 5.850 Kw. Mas o experimento saiu do ar por problemas técnicos no domingo de Páscoa, dia 30 de março daquele ano. Antes, segundo o professor José Ribamar de Oliveira, que editou o livro “Fragmentos Históricos da Igreja Católica de Bragança – Vol. 2", padre Miguel já havia transmitido cantos em preparação à Semana Santa. 

Com a ajuda das paróquias

Com o apoio e o empenho do bispo Dom Eliseu Maria Coroli, a Rádio Educadora de Bragança começa a ganhar forma em janeiro de 1957. No dia 27 de janeiro, em reunião, os padres Barnabitas aprovam a instalação da rádio, que levaria educação e evangelização a quem vive no campo. Para colocar em prática a implantação da Rádio Educadora, o bispo Dom Eliseu recebeu apoio financeiro das paróquias de Bragança, Ourém, São Domingos do Capim, Viseu e São Miguel do Guamá.

"Tem alguém ouvindo?"

O chamado vinha pelo rádio. Dos estúdios da recém-inaugurada Rádio Educadora de Bragança, Osvaldo Silveira, o gerente da Caixa Econômica alçado ao posto de locutor naquele começo dos anos 1960, lançava um apelo aos ouvintes dos lugares mais distantes. Ele pedia para que escrevessem cartas informando como chegava o sinal da Educadora em suas residências.

A resposta veio por carta

A resposta foi imediata: centenas de correspondências chegaram aos estúdios, enviados de municípios e lugarejos mais distantes da Amazônia. A transmissão por ondas médias podia ser captada a mais de 200 km de distância das antenas da Educadora, cobrindo toda a região dos Caetés. Já as ondas tropicais levavam o sinal da rádio de Bragança a dar a volta ao mundo: há registros de ouvintes captando o sinal da Educadora no norte da África e até no Japão, além de pescadores que podiam acompanhar a programação da rádio bragantina em alto mar.
 
Um prédio para abrigar uma rádio

Em 7 de março de 1959, têm início os trabalhos de construção dos estúdios da Rádio Educadora, sob responsabilidade de padre Borsani. O primeiro prédio da rádio ficava na avenida principal da cidade, hoje a Nazeazeno Ferreira, na lateral direita do Instituto Santa Teresinha. Não muito longe dali, em um terreno elevado no bairro Padre Luís, foram instalados os equipamentos do primeiro parque de transmissão da Educadora. 

Moderna e pioneira

No dia 21 de junho de 1960, chegam a Bragança as caixas contendo os equipamentos dos transmissores, torre e sala técnica. Foram adquiridos junto à firma Sociedade Técnica Paulista. O técnico responsável pela montagem foi Jaime Kitahara.

Período de experiência 

No início de julho de 1960, a emissora católica recebe autorização de funcionamento; No dia 4 do mesmo mês, entra no ar a Rádio Educadora, em período de experiência. Depois de meia hora de funcionamento, o transmissor de alta voltagem da Onda Média não resiste às oscilações de energia e queima, frustrando a equipe da Educadora. 

As primeiras músicas

A primeira experiência musical da Rádio Educadora é registrada no dia 4 de agosto de 1960, tendo como locutor o senhor Osvaldo Silveira, então gerente da Caixa Econômica Federal. Na técnica, estava Carlos Moraes. A primeira gravação lançada ao ar, em forma oficial foi o hino do Congresso Eucarístico da Prelazia do Guamá, de autoria do padre Vitaliano Maria Vari.

Está no ar a Educadora 

Com festa e com a presença de autoridades eclesiais e de convidados de toda a região, no dia 12 de novembro de 1960, sábado, é inaugurada a Rádio Educadora de Bragança – A Voz Católica da Família Paraense. A bênção aos equipamentos e a primeira transmissão oficial são feitas por Dom Alberto Ramos, arcebispo de Belém. 

Texto - Filipe A. Sanches
Lido 354 vezes Última modificação em Quarta, 07 Julho 2021 16:08

Acompanhe @f_educadora no Instagram

A Fundação

A Fundação Educadora de Comunicação é constituída por duas rádios, a Educadora AM (1390) e FM (106,7), uma emissora de TV (canal 30) e um site. Tem por objetivo promover para o povo bragantino uma programação que enaltece a educação, cultura, esporte e evangelização. São 58 anos evoluindo e inovando. (+)

 

Boletim

Deixe seu e-mail para ser avisado em primeira mão sobre novas notícias: