Imprimir esta página

Bragantino derrota o Santos-AP e assume vantagem

Foto / Marcelle Pires

 

Bragantino e Santos-AP se enfrentaram na tarde desta quarta-feira (07) no Diogão, pelas oitavas de final da Copa Verde. Bragantino abriu uma leve vantagem no campeonato podendo jogar pelo empate na partida de volta que acontece na próxima quarta-feira (14), no estádio Zerão em Macapá. Já a equipe santista precisa vencer por dois gols de diferença.

Na etapa inicial o Bragantino teve mais posse de bola, mas tiveram poucas chances de gol, a principal delas foi aos 40 minutos quando Bilau mandou uma bola no travessão. O Santos-AP foi paciente desde o inicio da partida e retardou um pouco o jogo querendo decidir em casa. Além do retardamento o primeiro tempo foi resumido em muitos passes errados.

Na etapa final, o Braga como de costume voltou a campo mais ofensivo, aos 9 minutos, Lukinha recebeu um passe de Bruno Limão e entregou para o Wendel que não perdeu oportunidade e marcou para o Tubarão. Bragantino 1 x 0 Santos-AP.

Esperava-se que o Santos fosse reagir, mas continuaram retardando a partida e em alguns momentos quase deram oportunidade para o Braga ampliar. Antes do final, aos 47, o jogador Otávio em uma entrada desleal atingiu violentamente o tornozelo esquerdo do atacante Bilau que se contorceu em dores caído no gramado com suspeita de fratura, o atleta foi conduzido para o vestiário e avaliado pelo médico do Tubarão. O jogador do Santos envolvido no lance foi expulso pelo árbitro e a equipe amapaense jogou os últimos dois minutos com um jogador a menos.

 

Escalações:

Bragantino – Axel; Bruno Limão, Romário, Gabriel Gonçalvez e Esquerdinha; Kaike (Leandro Cearense), Lukinha, Wendel (Marco Goiano) e Paulo de Tarcio; Mauro Ajuruteua (Marcelo Maciel) e Bilau. Técnico: Robson Melo.

Santos – Redson; Diego Mclaren, Rubram (Thuran), Preto Barcarena e Batatinha; Lessandro, Araujo, Leandrinho (Otávio) e Fazendinha (Denilson); Jean e Raygol. Técnico: Edson Porto.

 

A arbitragem foi de Maguielson Lima Barbosa com a assistência de Marconi de Sousa Gonçalo e Lehi Sousa Silva. O 4º árbitro, Joelson Nazareno Ferreira. A renda do jogo foi de $21.490 com público pagante de 1.941 torcedores.

Reportagem – Marcelle Pires

Lido 271 vezes

Galeria de Imagens