Imprimir esta página

Dia Nacional da Radiodifusão

Caríssimos ouvintes...

 

Uma estação no alto do corcovado no Rio de Janeiro transmitiu no dia 7 de setembro de 1922 o discurso do então Presidente da República Epitácio da Silva Pessoa, inclusive as comemorações do centenário da Independência do Brasil. A transmissão foi recebida por 4 receptores: Um colocado junto aos Pavilhões de Exposição do Centenário que iniciava na Praça Paris e ia até a ponta do calabouço, no Rio. Outros instalados: em Petrópolis, Niterói e São Paulo. Este era o inicio da radiodifusão brasileira. Neste 65 anos a radiodifusão prestou inequívocos serviços ao País, sendo responsável não só por horas de lazer; sua principal função foi a de educar, informar e defender a opinião pública.

A televisão assim como o rádio, veio a ser inaugurada em 1950 no Brasil, pela TV Tupi de São Paulo. O Brasil se integrava ao sistema da EUROVISIOM e posteriormente ao INTELSAT e em 1972 chegava aqui a TV a cores e o país parte para uma conscientização mais firme sobre os valores da radiodifusão e seus reais objetivos e em todos estes anos rádios e televisões irmanados, enchem com transmissões de: som e imagem os céus do Brasil. De modo crescente a radiodifusão avança desinibidamente rumo à perfeição. O rádio e televisão crescem juntos e especialmente o rádio que avança e alcança todos os espaços.

Ultimamente, por exemplo, milhares de cidades do interior ganharam a sua estação de rádio, para satisfazer uma necessidade do povo: a necessidade de ser informado e ter mais próximo de si o seu veículo de comunicação em massa. É claro que em meio a tantas concessões existiram aquelas que tinham como finalidade a intenção particular ou política, o que severamente condenamos. O rádio tem que ser feito para o povo e atender as necessidades do povo.

É justamente tentando colocar esta realidade na mente dos homens que dirigem o rádio, que a ABERT- Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão - realiza os seus encontros por todo o Brasil. Ali são debatidos os mais diversos assuntos relativos às emissoras de Rádio. Mediante tantos encontros e ensinamentos, a radiodifusão brasileira tem evoluído a ponto de ter até a sua representação junto aos constituintes. Muita coisa deve ainda ser melhorada ou facilitada para as emissoras de rádio, mas cremos que eles haverão de entender que beneficiando o rádio, o povo é que lucra.

 

Celso Leite em 25 de setembro de 1987

Lido 67 vezes