Imprimir esta página

Retorno da Festividade de São Benedito para a Igreja Católica

1
Caríssimos ouvintes...

Comunicação ao povo católico de Bragança. Graças a Deus, e à proteção do nosso saudoso Dom Eliseu Coroli, após 18 anos de fatigante processo, o Supremo Tribunal Federal deu ganho de causa à ação da Diocese de Bragança contra a Sociedade Civil que se apoderou da Irmandade de São Benedito.

Por ordem pois da Suprema Justiça do nosso país foi anulado o registro público da referida Sociedade Civil que durante 42 anos se apoderou fraudulentamente da antiga Irmandade de São Benedito, e foi decretada a devolução à Diocese de Bragança de todos os bens patrimoniais que foram usurpados da antiga irmandade. 

Quem mais no céu deve se ter alegrado com isso foi  o próprio Dom Eliseu, o qual várias vezes chegou a declarar que a maior mágoa que levava ao túmulo consistia em ver que a Igreja de São Benedito ainda estava nas mãos de uma meia dúzia de Bragantinos que através de mentiras e calúnias contra a Igreja Católica, continuava a enganar multidões de devotos de São Benedito. 

O quanto à tão propalada calúnia de que, se a Diocese tomasse conta da Igreja de São Benedito, acabaria em pouco tempo a Marujada, o mesmo Dom Eliseu várias vezes, através da Rádio Educadora, afirmou o seguinte: "são principalmente os que irão perder grandes vantagens financeiras com a saída da Marujada das suas mãos, que lançam esta absurda calúnia de que a Paróquia acabará com a Marujada. Na verdade nada de mais falso, por que tudo o que é folclore sempre mereceu e sempre merecerá o apoio da Igreja".

Termino pois esta breve mensagem conclamando todos os verdadeiros devotos de São Beneditos a não somente depositar sua total confiança na legítima autoridade Eclesiástica, mas também a dar desde já seu total apoio à Festividade de São Benedito que, a começar deste ano, será organizada por uma Diretoria constituída sob a orientação do Padre Vigário da Catedral, a cuja jurisdição pertence a Igreja de São Benedito.

Dom Miguel Maria Giambelli em 18 de agosto de 1988
Lido 348 vezes