Mais de 100 mil aptos a votar em Bragança e Tracuateua

1

Faltando menos de um mês para as eleições municipais 2020, o Cartório da 13ª Zona Eleitoral que abrange os municípios de Bragança e Tracuateua possui mais de 100 mil títulos eleitorais regularizados, mais de 190 locais de votação e aproximadamente 380 seções.

Em Bragança, os eleitores escolherão prefeito, vice-prefeito e 17 vereadores. Enquanto que em Tracuateua, o Poder Legislativo é composto de 11 cadeiras.

Dos 9 candidatos concorrendo à prefeitura de Bragança, 8 já foram deferidos pela Justiça Eleitoral: Coronel Affonso (Podemos), Didi Bragantino (REDE), Joel Leite (Partido Social Liberal – PSL), Lohan Damasceno (Partido dos Trabalhadores – PT), Pastor Rentte (Partido Trabalhista Cristão – PTC), Raimundão (Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB), Renato Oliveira (Partido Liberal – PL) e Rivaldo Miranda (Partido Social Democrático – PSD). O candidato Coronel Paulo Bastos (PRTB) ainda aguarda julgamento.

Pelo município de Tracuateua, os cinco candidatos tiveram suas candidaturas deferidas pela Justiça Eleitoral: Alexandre Fernandes (Podemos), Aluízio Barros (Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB), Daniel Santos (Partido dos Trabalhadores – PT), Dr. Tamariz (AVANTE), Nelson Pinheiro (Movimento Democrático Brasileiro – MDB), Professora Mirian Brito (Cidadania) e Zezinho Costa (Partido Trabalhista Brasileiro – PTB).

O município de Bragança conta com 113 locais de votação, 308 seções eleitorais, 161 seções especiais (para atendimento prioritário) e 83.478 eleitores aptos a votar. Foram cancelados 9.919 títulos eleitorais e 133 eleitores suspensos.

Tracuateua possui 80 seções eleitorais distribuídas em 33 locais de votação e 43 seções especiais (com acessibilidade). O colégio eleitoral do município é composto por 23.247 eleitores aptos a votar. A Justiça Eleitoral cancelou 2.473 títulos e suspendeu 20 eleitores.

Os títulos suspensos tanto em Bragança quanto em Tracuateua são em decorrência da prestação do serviço militar obrigatório ou em razão de condenação criminal.

Já o cancelamento dos títulos ocorreu porque os eleitores não fizeram o recadastramento biométrico dentro do prazo.

Reportagem - Jota Bahia
Lido 147 vezes

Acompanhe @f_educadora no Instagram

A Fundação

A Fundação Educadora de Comunicação é constituída por duas rádios, a Educadora AM (1390) e FM (106,7), uma emissora de TV (canal 30) e um site. Tem por objetivo promover para o povo bragantino uma programação que enaltece a educação, cultura, esporte e evangelização. São 58 anos evoluindo e inovando. (+)

 

Boletim

Deixe seu e-mail para ser avisado em primeira mão sobre novas notícias: