Cemitério reúne famosos de Bragança

1

O Cemitério Santa Rosa de Lima localizado no bairro do Alegre é o mais antigo de Bragança. Os túmulos datam do ano 1788. O local abriga grandes personalidades da política bragantina tais como: Nazeazeno Ferreira, Emilio Dias Ramos, João Alves da Mota, Antonio da Silva Pereira, entre outros.

Na entrada o visitante pode ver jazigos e túmulos adornados por esculturas e algumas obras de arte, no entanto, carecem de fotos e textos biográficos para facilitar a identificação. No cemitério há uma área com sepulturas com os restos mortais de várias Irmãs Missionárias de Santa Teresinha.


TÚMULOS DE FAMOSOS

O túmulo de Raimundo Nazeazeno Ferreira, ex-prefeito de Bragança, é um dos mais bonitos com destaque para a imagem de Cristo Redentor.


JAZIGOS

A professora Rosa Blanco que faleceu em 2020 aos 51 anos, foi diretora da Escola Estadual Bolívar Bordallo da Silva.

O vereador Manoel Luiz Pinheiro de Jesus foi reeleito cinco vezes consecutivamente.

A professora América Lobão da Silveira falecida em 1999 aos 81 anos de idade foi casada com o senador bragantino Lobão da Silveira, em 1946 fundou o Jornal do Caeté. No mesmo tumulo encontra-se Celso Luiz Ramos de Medeiros, falecido em 2017 aos 75 anos, filho do primeiro casamento de América Lobão.

Lourival da Silva Mota, vereador “Vavá Mota”, nascido na então Vila de Tracuateua, faleceu no ano 2000, aos 58 anos de idade.

João Alves da Mota nasceu no dia 8 de setembro de 1922 na localidade de Emboraí Grande, município de Bragança e, faleceu no dia 6 de março de 2001. Foi duas vezes vereador, vice-prefeito, três mandatos de prefeito e deputado estadual.

Raimundo Arsenho Pinheiro, presidente da Irmandade da Marujada de São Benedito de Bragança.

Cristiano José de Medeiros Rosa radialista falecido em 1990.

Antonio Simão A. Tuma ”Parada”, comerciante faleceu em 2005 aos 59 anos.

Claudio Abdon, empresário e presidente do Lyons Clube de Bragança faleceu este ano, está no mesmo jazigo onde encontra sua filha Claudia Abdon que faleceu em 2015, aos 50 anos.

Benedito Cesar Pereira, fundador do Clube 22, ex-prefeito de Bragança em 1955, poeta e folclorista. Faleceu em 6 de julho de 1968.

Ana Sousa de Oliveira “Profª Anita”, professora e gestora da Escola Bolívar Bordallo, fundadora do Instituto José de Anchieta.
Simpliciano F. de Medeiros Junior, falecido em 1977.

Constâncio Neri Figueiró, associado fundador e presidente por várias gestões do Lions Clube de Bragança, faleceu em16 de junho de2016. Sua esposa Salete Figueiró também encontra-se no mesmo local.

José Alves Cavalcante, comerciante proprietário da Casa Alves e um dos sócios da Galeria Emilio Ramos.

Pethrus Augusto Maia Orosco ”Pethrus Maia”, menino assassinado aos 4 anos de idade em 2008, está com seu avô José Maria Maia (2009) advogado, professor e avô.

Gerson Alves Guimarães, advogado, poeta, escritor e político, falecido em 1999. Sobre seu jazigo está escrito: “Que o Pai do céu seja o alimento, a minha força maior, meu rico sustento; bastam para o seguro caminhar.”

Celso Orlando da Silva Leite, radialista, ex-vereador e prefeito de Bragança. Faleceu em 24 de agosto de 2019.

Marcel André Braun Sarmento, ex-vereador, presidente da Liga Esportiva de Bragança, fundador da APAE (Bragança). Faleceu em 29 de outubro de 2020.

Os sacerdotes da Congregação dos Barnabitas: Mário Polvara, nascido na Itália em 1892 e sepultado no dia 15 de fevereiro de 1972. Paulo Coroli, nascido na Itália em 1912 e sepultado em Bragança em 1981.

O pároco Paulino Brambilla, está sepultado no interior da Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Pe. José Severo encontra-se sepultado no Cemitério Campo da Saudade (Vila Sinhá).

No interior da Catedral do Rosário encontram-se sepultados os dois primeiros bispos de Bragança: Dom Eliseu Maria Coroli (nasceu na Itália em 1900 e faleceu em Bragança em 29 de julho de 1982).

Dom Miguel Maria Giabelli, nascido na Itália em 1920 e falecido em Bragança no dia 26 de dezembro de 2010.

Reportagem e fotos - Jota Bahia
Lido 60 vezes

Acompanhe @f_educadora no Instagram

A Fundação

A Fundação Educadora de Comunicação é constituída por duas rádios, a Educadora AM (1390) e FM (106,7), uma emissora de TV (canal 30) e um site. Tem por objetivo promover para o povo bragantino uma programação que enaltece a educação, cultura, esporte e evangelização. São 58 anos evoluindo e inovando. (+)

 

Boletim

Deixe seu e-mail para ser avisado em primeira mão sobre novas notícias: