Morador de rua é encontrado morto as margens do Rio Caeté em Bragança

1

Um morador de rua identificado apenas pelo apelido de Maranhão foi encontrado morto no começo da manhã desta quarta-feira (17) as margens do Rio Caeté, próximo a obra do trapiche municipal de Bragança. A princípio, a hipótese era de que ele havia sido assassinado, na perna direita da vítima havia uma corda amarrada presa a um pedaço de madeira. Porém, a perícia constatou que Maranhão teve morte natural. As Polícias Civil e Militar foram acionadas. 

Foi repassada à polícia a informação de que Maranhão havia sofrido uma crise de epilepsia na manhã de terça-feira (16), uma equipe do SAMU chegou a prestar atendimento, mas ele se recusou a ir para uma casa de saúde. Há a possibilidade dele ter sofrido outra crise epiléptica durante a madrugada e ter caído no Rio Caeté morrendo afogado.

Maranhão residia em cima de pedaços de madeira que eram cobertos por lonas e sacos plásticos próximo ao local onde seu corpo foi encontrado. O corpo de Maranhão foi removido por uma equipe do Instituto Médico Legal para ser necropsiado no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves em Castanhal. Ele foi removido como indigente.

Reportagem e foto - Fabricio Bragança
Lido 74 vezes

Acompanhe @f_educadora no Instagram

A Fundação

A Fundação Educadora de Comunicação é constituída por duas rádios, a Educadora AM (1390) e FM (106,7), uma emissora de TV (canal 30) e um site. Tem por objetivo promover para o povo bragantino uma programação que enaltece a educação, cultura, esporte e evangelização. São 58 anos evoluindo e inovando. (+)

 

Boletim

Deixe seu e-mail para ser avisado em primeira mão sobre novas notícias: