Barreiras sanitárias fecham Bragança para o turismo

1

O município de Bragança passou a contar com duas barreiras sanitárias montadas desde segunda-feira (29) como uma das medidas de redução da pandemia do novo coronavírus. As duas barreiras fixas funcionam 24 horas, a primeira está localizada na Br-308 na comunidade Bacuri Prata e a outra na Pa. 458 na Vila do Bacuriteua.

Na barreira do Bacuri Prata é feita a triagem nos ocupantes dos veículos com aferição da temperatura e somente terá acesso a cidade quem comprovar que possui residência e a essencialidade da entrada no município. Quem não se enquadrar nas normas do protocolo será orientado a retornar ao local de origem. Os carros são submetidos a uma burrifação composta de água sanitária e sabão.

O acesso de turistas à praia de Ajuruteua está vetado. Na barreira do Bacuriteua serão observados os mesmos critérios do protocolo e os veículos só passarão se for comprovado através de documento, o agendamento prévio. Também está proibido o acesso a faixa de areia. As barreiras contarão com o apoio da Polícia Militar, Guarda Civil Municipal, Corpo de Bombeiros e equipe de Vigilância Epidemiológica. As medidas com maior rigor têm como objetivo evitar um possível colapso na saúde do município em decorrência da proliferação do novo coronavírus.

Até esta quarta-feira o trabalho será educativo e de aferição de temperatura. A partir de quinta-feira a cobrança será rigorosa.

Reportagem - Jota Bahia e Fabrício Bragança
Lido 171 vezes

Acompanhe @f_educadora no Instagram

A Fundação

A Fundação Educadora de Comunicação é constituída por duas rádios, a Educadora AM (1390) e FM (106,7), uma emissora de TV (canal 30) e um site. Tem por objetivo promover para o povo bragantino uma programação que enaltece a educação, cultura, esporte e evangelização. São 58 anos evoluindo e inovando. (+)

 

Boletim

Deixe seu e-mail para ser avisado em primeira mão sobre novas notícias: