Acusado de matar professor em Bragança senta no banco dos réus

Esteve no banco dos réus nesta quarta-feira (31), Hamilton Oliveira de Oliveira (19 anos), principal acusado pela morte de Paulo do Rosário Gonçalves (42 anos), conhecido por "Professor Paulinho", que teve sua vida ceifada com pelo menos 14 facadas no dia 11/11/2017 em sua residência no bairro do Alegre em Bragança.

O réu foi a Júri Popular, o julgamento foi presidido pela Juíza de Direito Titular da 1° Vara Cível e Empresaria, Cíntia Walker Beltrão Gomes, respondendo pela Vara Criminal de Bragança. A denuncia foi apresentada na Promotoria Pública pelo Dr. Luiz da Silva Sousa e na defesa do réu, a defensora pública Dra. Mayana Barros Jorge Leão.

De acordo com os autos do processo, no dia do crime, "Hamilton" estava na companhia de 3 menores de idade que também foram apreendidos na época, os 3 medidas sócio educativas na capital do estado.

A sessão do Tribunal foi aberta pela manhã e concluída às 17 horas com a leitura do veredito que condenou o réu a 18 anos e 6 meses de reclusão. Hamilton foi condenado por dois crimes previstos no Código Penal Brasileiro (CPB), Homicídio e Falsidade Ideológica.

Atualmente Hamilton está preso no Centro Penitenciário de Jovens e Adultos (CPJA), na Região Metropolitana de Belém, onde já cumpriu 1 ano e 8 meses.

Reportagem e Foto - Fabrício Bragança

Lido 497 vezes

Acompanhe @f_educadora no Instagram

A Fundação

A Fundação Educadora de Comunicação é constituída por duas rádios, a Educadora AM (1390) e FM (106,7), uma emissora de TV (canal 30) e um site. Tem por objetivo promover para o povo bragantino uma programação que enaltece a educação, cultura, esporte e evangelização. São 58 anos evoluindo e inovando. (+)

 

Boletim

Deixe seu e-mail para ser avisado em primeira mão sobre novas notícias: