Dom Jesus defende as comunidades de base no Sínodo

O Sínodo da Amazônia realizado pela igreja católica no Vaticano está transcorrendo há 5 dias. O segundo e terceiro dias do encontro foram dedicados às escutas na sala sinodal, cada um dos 187 padres sinodais participantes tem 4 minutos para falar sobre o tema do evento, 60 oradores já tiveram a sua oportunidade de mostrar seus pontos de vista sobre as diversas realidades da Amazônia.

As apresentações estão sendo realizadas em quatro línguas: Espanhol, Português, Italiano e Inglês com a ajuda de tradutores para que todos possam se compreender.

De acordo com Dom Jesus Maria a presença do Papa Francisco é constante ouvindo o que cada um dos bispos tem a dizer sobre os mais variados temas que estão sendo discutidos, inclusive sobre a ordenação de padres casados e mulheres diaconisas.

A colocação de Dom Jesus no encontro foi pautada nas comunidades de base, "fiz a minha colocação sobre as comunidades de base no quarto dia, durante os quatro minutos eu tive a oportunidade de falar um pouco sobre as comunidades e também a necessidade de que elas entrem para um processo de melhora, de conversão, para sejam efetivamente comunidades evangelizadoras", frisou o sacerdote.

O encontro visa definir como a Igreja deve intervir em determinados conflitos e identificar novos caminhos para evangelização dos povos indígenas frequentemente esquecidos e sem perspectivas de um futuro sereno. Também, tratar sobre a crise na Floresta Amazônica.

Reportagem – Marcelle Pires

Lido 279 vezes

Acompanhe @f_educadora no Instagram

A Fundação

A Fundação Educadora de Comunicação é constituída por duas rádios, a Educadora AM (1390) e FM (106,7), uma emissora de TV (canal 30) e um site. Tem por objetivo promover para o povo bragantino uma programação que enaltece a educação, cultura, esporte e evangelização. São 58 anos evoluindo e inovando. (+)

 

Boletim

Deixe seu e-mail para ser avisado em primeira mão sobre novas notícias: