Caso Jairo Sousa: Justiça marca primeira audiência

A Juíza da Vara Criminal do município de Bragança, Danielly Modesto de Lima Abreu, marcou para o dia 17 de dezembro, a primeira Audiência de Instrução e Julgamento dos acusados de envolvimento na morte do radialista Jairo José de Sousa, 43 anos, morto no dia 21 de junho de 2018. A Audiência ocorrerá às 9 horas no Fórum da Comarca de Bragança para que o processo seja instruído e a data do julgamento seja marcada pelo Tribunal do Júri.

Serão ouvidos os réus, bem como as testemunhas constantes na Denúncia do Ministério Público (MP). As testemunhas ameaçadas de morte continuam protegidas e seus nomes mantidos em segredo. O processo deve ser instruído para que posteriormente aconteça o Tribunal do Júri.

O Ministério Público do Estado do Pará, com fundamento no artigo 129, I, da CF/88, com artigo 257,I, do CPP ofereceu denúncia conforme o Processo Nº 0007126-83.2018.8.14.0009, datado de 11 de janeiro de 2019 aos seguintes réus.

 

- JOSÉ ROBERTO COSTA DE SOUSA, vulgo “Calar”, 49 anos.

- DIONE DE SOUSA ALMEIDA, vulgo “Diones” ou “Jhony”, 30 anos. 

- CESAR AUGUSTO MONTEIRO GONÇALVES, 46 anos.

- MADSON AVIZ DE MELO, vulgo “Macio”, 38 anos.

- JEDSON MIRANDA DA SILVA, vulgo “Nego de Mozar”, 23 anos.

- MOISANIEL SOUSA DA SILVA, vulgo “Mozar”.

- OTACÍLIO ANTONIO DA SILVA.

- EDVALDO MEIRELLES DA SILVA.

- JADSON ROBERTO REIS DE SOUSA, vulgo “Jacó” ou “Jacson”, 24 anos.

- JOÃO CARLOS LIMA DE CASTRO, vulgo “Joãozinho”, 50 anos.

- SIDINY RAYMOND DA SILVA REIS, 42 anos.

 

Consta dos autos de inquérito policial em anexo que, no dia 21 de junho de 2018, por volta das 04:50h, os indiciados JOSÉ ROBERTO COSTA DE SOUSA, vulgo “Calar”, DIONE DE SOUSA ALMEIDA, vulgo “Diones” ou “Jhony” e CESAR AUGUSTO MONTEIRO GONÇALVES, mataram, por motivo torpe e mediante recurso que tornou impossível e/ou dificultou a defesa da vítima Jairo José de Sousa, conforme laudo de exame cadavérico.

Segundo o que foi apurado, Jairo foi morto a tiros, por volta das 04:50h, na escadaria que dá acesso a Rádio Pérola FM, localizada na Trav. João XXIII, no prédio Nunes Bastos. Na ocasião, a vítima chegava ao trabalho para apresentar seu programa matinal, “Show da Pérola”, no horário das 5 as 9 da manhã e ao entrar, trancar o portão de ferro e subir os primeiros degraus da escadaria, foi surpreendida por DIONE DE SOUSA ALMEIDA que com uma arma de fogo em punho efetuou disparos contra Jairo, atingindo-o na região do tórax, o comunicador ainda foi socorrido e levado a um hospital da cidade, porem, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito em uma casa de saúde de Bragança.

 

Reportagem - Fabrício Bragança

Fotos - arquivo da família

Lido 255 vezes

Acompanhe @f_educadora no Instagram

A Fundação

A Fundação Educadora de Comunicação é constituída por duas rádios, a Educadora AM (1390) e FM (106,7), uma emissora de TV (canal 30) e um site. Tem por objetivo promover para o povo bragantino uma programação que enaltece a educação, cultura, esporte e evangelização. São 58 anos evoluindo e inovando. (+)

 

Boletim

Deixe seu e-mail para ser avisado em primeira mão sobre novas notícias: