Semtraps se manifesta sobre invasão no Residencial Antonio Barros

Ocorreu na manhã desta segunda-feira (03) no prédio da Secretaria Municipal de Promoção Social de Bragança (Semtraps) uma coletiva de imprensa com os responsáveis pelo setor de habitação da prefeitura. A pauta da coletiva foi a invasão que ocorreu no começo da tarde de domingo (02) das 1.184 casas do Residencial Antonio Pereira Barros que fazem parte do Projeto do Governo Federal Minha Casa Minha Vida as margens da BR-308, no Jiquiri; a obra estava paralisada. 

Durante a coletiva, Natália Alvão que concedeu entrevista disse que "quando tivemos conhecimento desta situação, de imediato mandamos uma equipe até o residencial e verificamos a situação, todas as casas sendo ocupadas. Nós tentamos entrar em contato com a Caixa ainda na tarde de domingo, mas não obtivemos êxito; a obra dessas casas não está na responsabilidade da prefeitura e sim da Caixa Econômica com a empresa responsável pela obra, a nossa parte estamos fazendo que é a preparação para o sorteio das mais de mil casas que estão no projeto, sorteio que ocorreria agora em fevereiro, nós tivemos o cuidado de ir procurar cada família para poder ver a situação de cada um e ter a certeza de quem realmente está precisando de um imóvel no conjunto, então não cabe a nós dizer que medida será tomada com essa invasão".

A gerência da Caixa Econômica foi procurada para falar sobre o assunto, mas ninguém quis se manifestar. No conjunto, a população está realizando a limpeza da frente das casas que estão tomadas por mato alto e estão realizando a marcação dos imóveis; em algumas vias do conjunto há postes de energia elétrica com cabos e materiais para ligação, mas, a preocupação dos ocupantes é uma estrutura que serviria de suporte para uma caixa d'água e que está caindo aos poucos; no conjunto atualmente há um grande número de casas inacabadas que estão sem portas e janelas, nelas só consta paredes e telhado.

De acordo com denúncia já existem pessoas se aproveitando da situação para vender casas. Até o fechamento da matéria, a caixa econômica e a empresa responsável pela obra não haviam se manifestado sobre a invasão do residencial.

Reportagem e fotos - Fabrício Bragança

Lido 794 vezes

Acompanhe @f_educadora no Instagram

A Fundação

A Fundação Educadora de Comunicação é constituída por duas rádios, a Educadora AM (1390) e FM (106,7), uma emissora de TV (canal 30) e um site. Tem por objetivo promover para o povo bragantino uma programação que enaltece a educação, cultura, esporte e evangelização. São 58 anos evoluindo e inovando. (+)

 

Boletim

Deixe seu e-mail para ser avisado em primeira mão sobre novas notícias: