Alunos de Bragança são assaltados a caminho da escola

Um morador da comunidade do Arauá registrou queixa nesta terça-feira (17) na delegacia de Bragança, declarando que um elemento armado levou o seu aparelho celular, uma porta cédulas com dinheiro e ainda o ameaçou de morte. O rapaz destacou que muitas vezes, o deslocamento para a cidade é feito de bicicleta conduzindo pessoas doentes, sobretudo, idosos e crianças. Todos ficam vulneráveis a ação dos assaltantes. Por se tratar de uma estrada próxima a casa do prefeito, os moradores acreditam que a fiscalização e rondas da polícia deveriam ser mais freqüentes para prender os elementos.

 

Alunos de Bragança são assaltados

Desprotegidos e sem alternativas, alunos de várias escolas da rede pública, dentre elas, Yolanda Chaves e Casa da Amizade, se reuniram e foram até a delegacia de Polícia Civil de Bragança para registrar queixa contra assaltantes que levaram celulares e dinheiro dos estudantes na manhã desta terça-feira (17).

Uma das estudantes relatou que os alunos estavam aguardando o transporte escolar na estrada quando foram surpreendidos por 4 elementos em duas motos, armados, anunciando o assalto, revistaram mochilas, pegaram celulares e dinheiro dos alunos e antes de fugirem, os ameaçaram de morte.

Os assaltos em série começaram na estrada da comunidade do Laranjal (zona rural de Bragança) onde os elementos roubaram 4 celulares e R$200,00 e seguiram até a localidade de Araçateua de onde levaram os celulares dos alunos, a quadrilha prosseguiu pela vicinal até a vila do Miriteua subtraindo mais 6 telefones, totalizando 15 aparelhos.

Os alunos, entre crianças, adolescentes e mulheres, iniciam o deslocamento às 5 horas da manhã caminhando em um ramal por cerca de um quilometro se arriscando até a estrada.

O ramal está intransitável e o ônibus não consegue chegar até o centro das comunidades do Laranjal, Araçateua e Miriteua. Por isso, além de registrar ocorrência na delegacia, as vítimas estão solicitando ao prefeito municipal a recuperação do ramal para que o ônibus chegue até o centro das comunidades, evitando desta forma, o deslocamento a pé até a “boca da estrada”.

Reportagem - Jota Bahia

Lido 238 vezes

Acompanhe @f_educadora no Instagram

A Fundação

A Fundação Educadora de Comunicação é constituída por duas rádios, a Educadora AM (1390) e FM (106,7), uma emissora de TV (canal 30) e um site. Tem por objetivo promover para o povo bragantino uma programação que enaltece a educação, cultura, esporte e evangelização. São 58 anos evoluindo e inovando. (+)

 

Boletim

Deixe seu e-mail para ser avisado em primeira mão sobre novas notícias: