Celso Leite e Cristiano Rosa, memoráveis comunicadores

1

A Rádio Educadora de Bragança lembra nesta segunda-feira (24) o falecimento de dois grandes comunicadores. 
Em 24 de agosto de 1990, morria vítima de grave enfermidade em Belém, Cristiano José de Medeiros Rosa “Cristiano Rosa” e em 24 de agosto de 2019 falecia Celso Orlando da Silva Leite, “Celso Leite”.

Cristiano Rosa nasceu às 7 horas do dia 27 de outubro de 1957, filho de José Ribamar Sousa Rosa e Maria Ivete Medeiros Rosa. Cursou os estudos primários na Escola Externato Santo Antônio e o Ginasial no Instituto Santa Teresinha; na Escola Bolívar Bordallo da Silva concluiu o curso de Técnico em Administração onde também foi presidente do Centro Cívico.

Iniciou sua vida profissional como técnico em sonoplastia na Rádio Educadora no dia 1º de outubro de 1978 ocupando posteriormente o cargo de redator noticiarista, quando faleceu, era diretor do Departamento de Jornalismo da emissora.

Celso Leite nasceu em Bragança no dia 1º de novembro de 1958. 
Filho de Jaime Bezerra e Maria Elza da Silva Leite. Foi casado com Rosilene Soares Leite com quem teve três filhos: Natany Soares Leite, Soany Soares Leite e Celso Orlando da Silva Leite Junior.

Estudou e concluiu em 1969 o curso primário no Instituto José de Anchieta, o Ginasial em 1976 no Instituto Santa Teresinha(IST), formou-se no curso Técnico em Contabilidade também no IST. Na década de 1990 colou grau em Gestão Empresarial pela Universidade da Amazônia (Unama).

Foi membro da Academia Bragantina de Artes e Cultura ocupando a cadeira Nº 5 do patrono Jorge Daniel de Sousa Ramos, poeta e jornalista. 
No futebol foi membro do Conselho Deliberativo e posteriormente presidente do Bragantino Clube do Pará

Celso foi admitido na Rádio Educadora de Bragança em 1º de março de 1980 na função de locutor esportivo. 
Ainda na década de 80, assumiu o trabalho de repórter de pista nas transmissões esportivas e no estúdio apresentou o programa Na Marca do Pênalti. Aos domingos, apresentava os programas: Sertão Maior, Calendário Social e Vesperal Esportivo.

Com a saída do comunicador Jorge Luiz, Celso ocupou o horário nobre das 9 horas, de segunda a sexta-feira com o Show da Manhã. Ficou sobre sua responsabilidade escrever a Crônica do Dia, que anteriormente era feita por Luiz Maria de Jesus Soares (Jesus Soares).

Inspirado nas transmissões do radialista José Carlos Araujo, na época, pertencente à Rádio Nacional de Brasília, Celso Leite por encorajamento da diretora da emissora, Irmã Maria José de Sousa, se transformou em um dos maiores narradores esportivos de Bragança e do Pará.

Na Educadora FM, produziu e apresentou um dos programas de maior sucesso do rádio bragantino, o Sessão Saudade e a partir de 2007 após abandonar a política, liderou a audiência com o Rádio Sucesso encerrando com o quadro “A historinha do dia”.


VIDA POLÍTICA

Celso Leite filiado ao Partido Social Democrático (PSD) iniciou carreira política na Câmara Municipal de Bragança sendo eleito vereador por dois mandatos consecutivos: 1989 a 1992 e de 1993 a 1996.

Foi presidente da Câmara Municipal Constituinte de Bragança que promulgou a Lei Orgânica em 3 de abril de 1990 na gestão do prefeito Antonio Pereira Barros.

Em 1995 presidiu a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que apurou denúncia contábil contra o prefeito João Alves da Mota e seu Vice- Edson Oliveira.

Foi eleito vice-prefeito por indicação de José Diogo na coligação União do Povo (PSD/PTB) em 3 de outubro de 1996. 
Em 2000, ano do bicentenário da Marujada, Celso Leite ocupou a pasta de Secretário Municipal de Cultura, Desportos e Turismo.

Filiado ao Partido Social da Democracia Brasileira (PSDB), integrante da coligação 'Continuação do Trabalho', Celso Leite foi eleito prefeito de Bragança nas eleições de 2004, com 14.384 votos, superando nas urnas, Edson Oliveira (PMDB). Celso foi cassado em 2006.

No dia 24 de agosto de 2019, faleceu às 23:30 no Hospital Geral de Bragança, vítima de câncer na perna e no pulmão. Sob aplausos da multidão, seu corpo foi sepultado às 19:30 no Cemitério Santa Rosa de Lima, no bairro do Alegre em Bragança do Pará.

Reportagem - Jota Bahia
Lido 198 vezes

Acompanhe @f_educadora no Instagram

A Fundação

A Fundação Educadora de Comunicação é constituída por duas rádios, a Educadora AM (1390) e FM (106,7), uma emissora de TV (canal 30) e um site. Tem por objetivo promover para o povo bragantino uma programação que enaltece a educação, cultura, esporte e evangelização. São 58 anos evoluindo e inovando. (+)

 

Boletim

Deixe seu e-mail para ser avisado em primeira mão sobre novas notícias: